Curta-documentário: a comunidade que desviou o trem

Resistência da comunidade, juntamente com movimentos e organizações civis, diminuiu o número de removidos em mais de 70% e tornaram a comunidade símbolo de luta e mobilização social

Ivanildo e Gabriel não têm o que comemorar com a realização da Copa do Mundo da FIFA 2014. Moradores da comunidade Lauro Vieira Chaves, em Fortaleza, sofrem com diversos impactos de uma obra de mobilidade urbana que faz parte das intervenções exigidas pela Federação Internacional de Futebol.

A Comunidade tem mais de 60 anos de história e nela, vivem cerca de 400 famílias. Há pelo menos 5 anos, os moradores sofrem ameaças de remoção por conta de uma obra da Copa de 2014, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). A construção previa a remoção de cerca de 2.500 famílias, mas a resistência da comunidade, juntamente com movimentos e organizações civis, diminuiu o número de removidos em mais de 70% e tornaram a comunidade símbolo de luta e mobilização social.

Conheça mais sobre essa história no documentário produzido pelo grupo Nigéria:

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s