Nota: A #CopadasMortes

Nos solidarizamos com os familiares e amigos de Mohamed Ali Maciel Afonso. Desejamos que encontrem o conforto necessário nesse momento tão difícil.

Mohamed é o nono trabalhador morto em acidentes na #CopadasMortes. Além destes, mais três trabalhadores morreram em obras de outros estádios nos últimos três anos. As obras da Copa mantém o histórico de precárias condições de trabalho da construção civil, com a média de mais de um operário morto por dia nas obras do país (foram 471 mortos em 2011). É uma derrota da sociedade brasileira que o modus operandi no tratamento das trabalhadoras e trabalhadores seja o de desprezo e desrespeito às suas vidas, mesmo após quase 30 anos de democratização e mais de dez anos de governo de um partido que se diz dos trabalhadores.

Reafirmamos assim a necessidade de responsabilização das empresas por todas as mortes e acidentes de trabalhadoras e trabalhadores. Mas destacamos que nos casos relacionados às obras da Copa, há cumplicidade da FIFA nestes crimes. Se desejasse, ela poderia ter exigido segurança às trabalhadoras e trabalhadores. Contudo, sua prática de negócios sempre foi conivente com a violação de direitos, nunca indo além de garantir privilégios financeiros para si e seus patrocinadores. Num ambiente de pouca ou nenhuma preocupação com o direito à segurança das trabalhadoras e trabalhadores, o comportamento da Fifa tende apenas a agravar ainda mais a situação.

Uma resposta para “Nota: A #CopadasMortes

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s