A Copa já começou e precisamos virar esse jogo

Os Comitês Populares da Copa são articulações de movimentos sociais e atingidos que há três anos organizaram-se nas cidades-sede do Mundial para acompanhar e denunciar as violações de direitos humanos da Copa da Fifa. Com o objetivo de questionar e explicitar a quem de fato ela serviria, lançamos no início dessa jornada a pergunta: Copa Pra Quem?

Se nessa época a sociedade ainda não tinha clareza da resposta, hoje, a poucas horas do primeiro jogo, quase ninguém discorda que os beneficiados da Copa serão a Fifa (que terá o maior lucro da sua história), seus parceiros comerciais e alguns poucos empresários e empresas brasileiras (em especial as grandes construtoras – Andrade Gutierrez, Odebrecht, OAS e Camargo Correia). São poucos os que agora acreditam que a “Copa das Copas” trará algum legado positivo à população – segundo pesquisa do Datafolha em maio, 66% afirmam que ela trará mais prejuízo que benefícios.

Apesar da grande mentira da “Copa Privada”, segundo a qual os estádios seriam custeados pela iniciativa privada, não são os custos do megaevento aos cofres públicos a dimensão mais nefasta do Mundial no Brasil. A questão mais urgente que devemos enfrentar é a violação de direitos humanos, o custo social da Copa. E neste aspecto, infelizmente, ela já começou e estamos perdendo de goleada.

Entre 170 e 250 mil pessoas foram removidas de suas casas sem direito à indenização – além das milhares expulsas pela especulação imobiliária; dez trabalhadores morreram apenas na construção dos estádios; houve aumento dos casos de exploração sexual, incluindo crianças e adolescentes; e a população em situação de rua foi expulsa dos centros urbanos.

Muitos argumentam, no entanto, que o Mundial trará boas oportunidades aos brasileiros. Falta a informação de que a Fifa terá controle sobre parte do nosso espaço público, que apenas suas patrocinadoras poderão comercializar produtos durante o evento e ainda não pagarão impostos por suas atividades no Brasil. Enquanto isso, pequenos comerciantes, artistas de rua e milhares de trabalhadoras e trabalhadores ambulantes (138 mil apenas em São Paulo) estão proibidos de exercer seu trabalho nas zonas de exclusão – um raio de 2km (protegido por cerco militar) de exclusividade da Fifa ao redor dos estádios e Fan Fests.

Apresentado como grande legado da Copa para a população, os investimentos em mobilidade urbana trariam melhorias em ônibus, trens, metros e aeroportos. Mas, menos de 20% dessas obras foram concluídas e um terço destas, foram canceladas.

Somam-se ainda as violentas ações de repressão e a falta de diálogo e sensibilidade do Estado para com as milhões de pessoas indignadas que saíram às ruas para protestar. Foram quase R$ 2 bilhões investidos das Guardas Civis Metropolitanas à Força Nacional de Segurança; investimento de guerra para uma batalha contra a própria população.

Copa das remoções, Copa das mortes, Copa da repressão, Copa das tropas, Copa da imobilidade, Copa sem povo.

Não queremos impedir a realização da Copa do Mundo, até porque ela já aconteceu para as pessoas atingidas por seus impactos negativos. O que queremos é evitar que seu legado seja ainda mais prejudicial à sociedade. Não vamos nos calar diante de eventos construídos de forma truculenta e arbitrária que desrespeitam os direitos humanos e as prioridades da população.

Exigimos moradia digna para todas as pessoas removidas, pensão vitalícia para as famílias dos operários mortos e incapacitados em acidentes de trabalho, a criação de campanhas de combate à exploração sexual e ao tráfico de pessoas e o fim da violência estatal, da higienização das ruas do centro das cidades, da perseguição e criminalização dos movimentos sociais, dentre várias outras demandas.

Acreditamos que ainda existem possibilidades de revertermos o legado deste megaevento e é nisto que concentraremos nossos esforços e lutas, para muito além de junho/julho de 2014.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s